Scroll Top

beleza

O que as manchas brancas nas unhas significam?

A leuconíquia, apesar se não ser muito conhecida, é uma doença nas unhas que afeta muitas pessoas. Trata-se dessas pequenas manchas de coloração branca ou amarelada, que aparecem no interior das unhas, como pequenas nuvens que cobrem algumas partes.

Estas teorias estão certas?

Mesmo que soe conveniente, essas “lendas” estão, na realidade, erradas. As manchas, que apesar de antiestéticas, são inofensivas, costumam aparecer porque em algum momento, antes de seu surgimento, ocorreu um processo inflamatório ou um traumatismo na matriz da unha, que fez com que a queratinização ocorresse de maneira anormal.

O doutor Pablo Unamuno, chefe do serviço de dermatologia do Hospital Clínico de Salamanca (Espanha), membro da Academia Espanhola de Dermatologia e Venereologia explica que “a unha cresce um milímetro a cada dez dias, assim, quando observamos uma destas manchas na metade da unha, significa que a lesão ocorreu 2 ou 3 meses antes”.

Segundo a doutora Rosa Senan, impactos leves nas unhas, manicures que realizam um trabalho bruto ou agressivo, roer e morder as unhas continuamente ou cortar a cutícula de forma inadequada são exemplos de episódios que podem causar pequenas lesões.

Existe um tratamento?

Atualmente não existe nenhum tipo de tratamento para a leuconíquia. A única coisa a fazer é esperar até que a unha cresça e seja possível cortar a parte que contém a mancha. Outra opção é ocultar a mancha aplicando uma base escura.

 manhcas-brancas-nas-unhas

 

Ao aparecer apenas uma ou algumas manchinhas pequenas na unha, não se assuste, pois isso não é motivo para preocupações. Porém, se as manchas foram grandes e lineares, ou seja, atravessarem a unha, é possível que algum dano mais sério tenha ocorrido na região.

Nesse caso, o mais recomendável é procurar um dermatologista para que se realize um diagnóstico do problema. Outra razão para procurar um médico é se a unha começar a ficar significativamente opaca ou muito clara.

O doutor Pablo Unamuno adverte que “nesses casos, o problema não está na lâmina e sim no leito (debaixo da unha) e pode nos indicar alguma doença subjacente”.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.